O silo auto perto do Jornal de Notícias

Garagens verticais no Porto

 Quando queremos estacionar o carro na Baixa do Porto temos várias opções, entre elas é possível fazê-lo em garagens com grande valor artístico cuja história nos remete aos inícios do uso dos automóveis na cidade.

Com a generalização do carro como meio de transporte, nos princípios do século XX, as cidades tiveram que encontrar soluções para o estacionamento. No Porto, a partir dos anos trinta foram construídos alguns garage e, na época, estes edifícios não se limitaram ao princípio utilitário, também quiseram representar, através da sua arquitectura, o novo paradigma da cidade moderna e da renovação cultural.

Uma das primeiras a ser construída, em 1932, foi a Garagem do Comércio do Porto. Da autoria de Rogério de Azevedo encontra-se perto dos Aliados, na esquina da Rua Elísio de Melo com a Praça Filipa de Lencastre. A fachada tem umas linhas marcadamente modernistas: com quatro andares destinados a garagem e três a escritórios, no rés-do-chão tem expostas algumas fotografias antigas do prédio. Fica muito perto do Edifício Axa e no epicentro da movida nocturna do Porto, o que o converte num óptimo lugar para deixar o carro à noite.

Vista sobre a totalidade do edifício da Garagem do Comércio do Porto.

No topo da Rua Passos Manuel, quase em frente do Coliseu, encontramos a Garagem Passos Manuel, inaugurada em 1939 e projectada pelo arquitecto Mário de Abreu. É um edifício plenamente Art Déco, contando com 3 andares dedicados ao estacionamento; na sua fachada apresenta um mapa das estradas de Portugal em néon. No rés-do-chão do edifício funciona uma barbearia e, no quarto andar, o Maus Hábitos um espaço de intervenção cultural com galerias de arte, residências artísticas, um restaurante vegetariano e um bar com umas vistas muito bonitas da cidade. Actualmente as Catavino Story Nights têm decorrido neste local.

Já no topo da Rua do Bolhão encontramos o Silo Auto, uma garagem cilíndrica de sete andares construída em betão armado à vista, concebido pelos arquitectos Alberto José Pessoa e João Abel Bessa. O projecto original incluía uma pista de gelo para hóquei e um restaurante nos pisos superiores que nunca chegaram a ser construídos. No interior do edifício existe uma estação de serviço e um quiosque e ultimamente nos pisos intermédios tem acolhido algumas edições do Flea Market Porto.

Existindo estes garage… quem quer pôr o carro debaixo da terra!